OTÁVIO SANTIAGO (1925 - 2017)

Em seu Gente de Mídia, o comunicador e blogueiro Nonato Albuquerque lamentou a recente morte de Otávio Santiago (foto), um dos nomes mais conhecidos da seresta cearense.
Nascido em 4 de setembro de 1925, em Niterói (RJ), Francisco Otávio Santiago de Freitas chegou a Fortaleza com apenas um ano de idade.
Dono de uma voz privilegiada, na década de 1940, embalava as noitadas boêmias de Fortaleza e cantava em programas de auditório das rádios locais.
Conheceu personalidades de destaque da nossa música popular como Lauro Maia, e viu surgir Evaldo Gouveia e seu Trio Nagô que alcançaram fama internacional.
Andando por este país como cantor, Otávio Santiago fez parte do quadro de artistas da Rádio Nacional, conviveu com Vicente Celestino, Nelson Gonçalves, Linda Batista, Ângela Maria, Cauby Peixoto e Orlando Dia, gravou pela Mocambo (selo da Fábrica de Discos Rozenblit, em Recife) e cantou, na noite paulistana, ao lado de Altemar Dutra e de Noite Ilustrada.
Anos depois, retornando a Fortaleza, abriu na avenida Beira-Mar o seu aconchegante Santiago Drinks, bar e ponto de encontro dos músicos e cantores de nossa cidade.
Interpretando as canções "Rosa de Maio", de Custódio Mesquita e Evaldo Ruy, e "Única Rima", de Silvio Caldas e Orestes Barbosa, em 2006, Otávio Santiago participou do álbum (CD) A ERA DO RÁDIO CEARENSE.
Em 2015, recebeu em sessão solene na Assembleia Legislativa do Ceará, por proposta do Prof. Pinheiro, o título de Cidadão Cearense.
Vídeo
Aqui Otávio Santiago interpreta "Cais do Porto", do pernambucano Capiba. Um fonograma do colecionador Nirez, que Luciano Hortencio postou em seu canal no YouTube.

Nenhum comentário: