MADRI: CENTRO E TOUR PANORÂMICO

08/06/2018 - 6.º dia
O metrô nos leva de Barajas ao centro da Comunidad de  Madrid por esta sequência de linhas:
 8 de Barajas, no sentido de Nuevos Ministérios, até a estação de mesmo nome;
- 12 de Nuevos Ministérios, no sentido de Puerta del Sur, até Tribunal e
 1 de Tribunal, no sentido de Valdecarros, até Puerta del Sol.
A Plaza de la Puerta del Sol (Praça da Porta do Sol) é o centro do centro do centro de Madri. Nesta famosa praça, estão a Casa de Correos, a pedra do Quilômetro Zero (que é o ponto de partida para seis estradas nacionais da Espanha) e também três monumentos históricos: a estátua equina do rei Carlos III (foto 1), uma reprodução da vênus Mariblanca e El Oso y el Madroño.
[https://theculturetrip.com/europe/spain/articles/the-top-10-things-to-do-and-see-in-puerta-del-sol-madrid/]
A famosa praça é também o lar do símbolo mais famoso da capital espanhola: uma estátua de 20 toneladas de um urso a festejar os frutos de uma árvore (foto 2). Recebe seu nome do nome original de Madri : "Ursaria", que significa "terra dos ursos" em latim. Segundo a lenda, havia um grande número de ursos nas florestas adjacentes, que, juntamente com o medronheiro, eram o símbolo da cidade desde a época medieval.
O céu nublado, dificultando as fotografias exteriores, com um chuvisco intermitente num centro comercial onde as marquises são pouco frequentes atrapalha a vida de qualquer turista. Acabei comprando um paráguas barato de um vendedor ambulante com cara de filipino depois de haver sofrido com a  insistência de outros vendedores.
Elba andou em lojas de souvenirs, na Zara da Gran Vía e no El Corte Inglés. E eu perambulei por ruas, avenidas e praças: Calle de Alcalá, Carrera de San Jerónimo, Plaza de las Cortes (onde fica um monumento em homenagem a Miguel de Cervantes), Fonte de Netuno, Gran Vía e Calle Mayor, entre outras.
No Museo Nacional del Prado, apesar da chuva fina, formava-se uma fila de dobrar quarteirão.  Voltaria amanhã, prometi a mim. Hoje eu fora ali só para aprender o percurso da Porta do Sol até o museu.
Aqui o cardápio do nosso almoço na Taberna La Soleá, na Mesoneros Romanos: paella mixta (atacada frontalmente e pelos flancos por Elba) e almôndegas com fritas.
À tarde, adquirimos os bilhetes para um tour panorâmico por Madri com início no Mercado de San Miguel e que durou cerca de duas horas.
O passeio de ônibus turístico permite descobrir os lugares que nenhum visitante deve perder em um roteiro que percorre a Madri histórica, onde estão localizados os mais emblemáticos e representativos lugares e ícones da cidade, como a Puerta del Sol, a centenário Gran Vía, a Plaza de la Cibeles e o Paseo del Arte, entre outros, até chegar à moderna e cosmopolita cidade de Madri, com pontos de interesse os mais diversos, como o Estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid.
Na Porta do Sol há também guias que se oferecem para conduzir pequenos grupos de turistas em passeios pelo centro histórico da cidade.
Em Madri, a gente se depara com solistas e conjuntos musicais  se apresentando nas ruas, praças e no metrô, em geral muito bons. Dou destaque a estes tocadores de címbalos da Praça Porta do Sol.

Nenhum comentário: